Sábado, 07 de Junho de 2014

Página Inicial>Mundo

EUA e aliados preparam novas sanções a Moscou após tensão com milícias pró-russas

Ucrânia acredita que pode enfrentar invasão da Rússia “a qualquer momento” e afirma estar disposta a se defender

Publicada: 27/04/2014 - 01h15m|Fonte: Opera Mundi|Versão para impressão|

EUA e outros membros do G7 declararam neste sábado (26/04) que apresentarão novas sanções contra a Rússia após Moscou "não ter encerrado seu apoio às milícias pró-russas no leste da Ucrânia e para garantir eleições pacíficas na ex-república soviética no dia 25 de maio", informou a Casa Branca em comunicado oficial.

Em declaração conjunta, os países do G7 (Estados Unidos, França, Reino Unido, Itália, Alemanha, Canadá e Japão) anunciaram seu compromisso para "agir urgentemente e intensificar as sanções e outras medidas para aumentar os custos das ações russas". A tensão cresceu na região após um ônibus no qual viajavam observadores militares internacionais ser sequestrado ontem (25) no leste da Ucrânia.

"Concordamos que nos movimentaremos rapidamente para impor sanções adicionais à Rússia. Apesar de continuarmos preparando e coordenando sanções mais amplas, enfatizamos que a porta continua aberta para uma solução diplomática para esta crise sobre as bases do acordo de Genebra. Pedimos que a Rússia se junte a nós no compromisso por esse caminho", reiterou o documento assinado pelo G7.
De acordo com informações da Agência Efe, apesar dos membros do G7 agirem de forma coordenada, cada país determinará que sanções serão impostas.

Comentários dos leitores

Confira abaixo os comentários realizados pelos nossos leitores.

 
Siha nos no Twitter

Recomendações Facebook