Press "Enter" to skip to content

Chefe da OMS diz que os efeitos da crise de saúde do coronavírus serão sentidos por décadas

De acordo com Tedros Adhanom Ghebreyesus, a pandemia da covida-19 é uma crise única em um século.

Diretor Geral da OMS Tedros Adhanom Ghebreyesus | Valentin Flauraud/EPA
Diretor Geral da OMS Tedros Adhanom Ghebreyesus | Valentin Flauraud/EPA

A epidemia global de coronavírus é um tipo de desastre cujos efeitos continuarão por muito tempo, disse o Diretor Geral da Organização Mundial da Saúde, Tedros Adhanom Ghebreyesus, na sexta-feira.Diretor Geral da OMS Tedros Adhanom Ghebreyesus | Valentin Flauraud/EPAA epidemia global de coronavírus é um tipo de desastre cujos efeitos continuarão por muito tempo, disse o Diretor Geral da Organização Mundial da Saúde, Tedros Adhanom Ghebreyesus, na sexta-feira.

“A pandemia é uma crise de saúde única em um século cujos efeitos serão sentidos por décadas”, disse Tedros em uma reunião do comitê de emergência da organização.
Na segunda-feira, Ghebreyesus advertiu que “a pandemia continua a se acelerar”, observando que “o número total de casos dobrou nas últimas seis semanas”. Ghebreyesus salientou a importância de observar as medidas de higiene contra a pandemia.

Anteriormente, o chefe da OMS advertiu que “não haverá retorno à velha normalidade num futuro previsível”. Ele também apontou que a pandemia “vai piorar, piorar e piorar” se “regras básicas não forem seguidas” para impedir a propagação da covid-19.

O total global de casos de coronavírus ultrapassa agora 17 milhões. Entre os países mais afetados estão os Estados Unidos, o Brasil e a Índia.

Tradução e adaptação de conteúdo originalmente publicado em RT