Press "Enter" to skip to content

Atos em defesa da democracia, contra o racismo, e contra Bolsonaro ocorrem neste domingo em várias cidades do Brasil.

Protestos maiores ocorreram em São Paulo, Rio de Janeiro e Brasília

Brasília deu exemplo neste domingo (07) ao manifestar-se em defesa da democracia e pelo fim do racismo sem registrar nenhuma confusão ou baderna.

Manifestantes protestam contra o racismo, pela democracia e entoam Fora Bolsonaro – 07/06 @GeorgeMarques – Twitter

Contrariando as previsões do Presidente Jair Bolsonaro que qualificava os participantes antecipadamente de terroristas e baderneiros. De acordo com o jornalista George Marques, que cobre as diversas manifestações que ocorrem a várias semanas no Distrito Federal, as manifestações deste domingo ocorreram de forma bem diferente das outra organizadas anteriormente por apoiadores bolsonaristas que pediam a ruptura de processos democráticos, ditadura militar e volta do AI5.

“Hoje a gente pode perceber uma união entre Torcidas Organizadas, Movimento Negro, Estudantes, Antifascistas, todos com uma bandeira -A bandeira da Democracia, foi essa bandeira que se sobressaiu este domingo em Brasília e em diversos lugares do Brasil”. disse Marques

São Paulo-SP

Em São Paulo as manifestações contra o governo, contra o racismo e a favor da democracia tiveram a participação de milhares de pessoas, que por determinação do comando da Polícia Militar, não puderam acontecer na Avenida Paulista e ocorreram no Largo da Batata, Zona Oeste de SP.

Rio de Janeiro -RJ

No Rio de Janeiro manifestantes fizeram passeata na tarde do domingo no centro da cidade, como mostra o Deputado Federal pelo PSOL/RJ David Miranda em suas redes sociais.

Florianópolis – SC
Manifestações ocorreram também no centro de Florianópolis, Santa Catarina neste domingo, como mostra a Deputada Federal do PSOL/RS – Fernanda Melchionna no Twitter

Fortaleza-CE

A Polícia Militar do Ceará dispersou dezenas de manifestantes, que se concentrariam na tarde deste domingo, 7, em ruas do entorno da Praça Portugal, em Fortaleza, para atos em defesa da democracia. O protesto estava marcado para ocorrer no próprio espaço da praça, mas acabaram sendo redirecionados para outras vias da Aldeota por conta de destacamentos da Polícia Militar, que bloquearam vias de acesso. informa o Jornal O Povo Online