Press "Enter" to skip to content

Brasil mais uma vez ultrapassa 1.000 mortes por coronavírus em um dia e acumula mais de 24.500 mortes

O Ministério da Saúde contabilizou 1.039 mortes por covid-19 nas últimas 24 horas.

Coveiros em roupas protetoras carregam um caixão no cemitério de Vila Formosa, em São Paulo, no dia 26 de maio de 2020. Amanda Perobelli / Reuters
Coveiros em roupas protetoras carregam um caixão no cemitério de Vila Formosa, em São Paulo, no dia 26 de maio de 2020. Amanda Perobelli / Reuters

O Ministério da Saúde (sem Ministro) informou nesta terça-feira que mais 1.039 mortes por coronavírus foram registradas nas últimas 24 horas, elevando o número total de mortes para 24.512.

O relatório de 26 de maio também indica que houve 16.324 novas infecções, o que se soma ao total de 391.222 casos positivos desde o início da pandemia no Brasil.

Ontem, 25/05 os números eram de 23.473 mortes e 374.898 casos positivos.

Em termos de mortes por coronavírus, o Brasil tornou-se o sexto país mais afetado do mundo pela pandemia, atrás dos Estados Unidos. (98.000); Reino Unido (37.000); Itália (32.000); França (28.000) e Espanha (27.000).

É também a nação com os piores números na América Latina, seguida pelo Peru, que tem mais de 124 mil infectados e mais de 3.400 mortes.

No campo político, o coronavírus está atingindo duramente o presidente Jair Bolsonaro, que está no centro das atenções por sua polêmica gestão da saúde.

Em apenas dois meses, o dirigente de extrema-direita demitiu dois ministros da saúde e continua a rejeitar a implementação de um confinamento em massa em todo o país, argumentando que, com uma quarentena rigorosa, a economia entrará em colapso.

Tradução e adaptação de conteúdo originalmente em RT