Press "Enter" to skip to content

O primeiro dos 5 petroleiros iranianos que transportam combustível para Caracas atraca num porto venezuelano

A Fortune atracou nesta segunda-feira na refinaria de El Palito, cerca de 120 quilômetros a oeste de Caracas.

O petroleiro Iraniano Fortune. twitter / @NicolasMaduro
O petroleiro Iraniano Fortune. twitter / @NicolasMaduro

O primeiro de cinco petroleiros iranianos transportando combustível para abastecer a Venezuela chegou ao seu destino final nesta segunda-feira, atracando no porto de El Palito, na parte central da costa do país, segundo dados do portal TankerTrackers.

As imagens de satélite mostram o petroleiro chegando em seu ancoradouro em um cais na refinaria de El Palito com a ajuda de dois rebocadores venezuelanos.

“O fim do Ramadã [o mês santo para os muçulmanos] nos traz a chegada do navio Fortune, um sinal da solidariedade do povo islâmico do Irã com a Venezuela”, disse o presidente venezuelano Nicolás Maduro no domingo através de sua conta no Twitter.

“Em tempos em que o império supremacista pretende impor pela força seu domínio, somente a irmandade dos povos livres nos salvará“, disse o presidente.

Anteriormente, as autoridades costeiras da FANB dirigiram palavras de boas-vindas à tripulação da Fortune. “Em nome do nosso Presidente da República Bolivariana da Venezuela, Comandante-em-Chefe das Forças Armadas Nacionais Bolivarianas, Nicolás Maduro Moros, e de todo o povo venezuelano, agradecemos e apreciamos o apoio recebido pela irmã República Islâmica do Irã”, disse a mensagem.

O petroleiro Fortune entrou em águas territoriais venezuelanas por volta das 19h40 (hora de Caracas) neste sábado e foi escoltado por navios e aviões da Força Armada Nacional Bolivariana (FANB) depois que os EUA ameaçaram usar a força militar para impedir a chegada dos navios iranianos à costa venezuelana.

Os outros quatro petroleiros – Flores, Petunia, Faxon e Clavel – deverão chegar às costas do país sul-americano nos próximos dias. Os cinco navios estão transportando um total de 1,53 milhões de barris de gasolina e derivados para a Venezuela.

“Em nome de Nicolas Maduro e de toda a Venezuela saudamos e acolhemos os navios da República Islâmica do Irã”, escreveu Tareck El Aissami em sua conta do Twitter neste sábado, acrescentando que “esta cooperação energética visa o desenvolvimento integral para o benefício dos povos de ambos os países”.

A Venezuela está tendo problemas com o fornecimento de gasolina devido a “medidas coercitivas unilaterais” aplicadas pelos EUA, informou na semana passada o ministro venezuelano das Relações Exteriores, Jorge Arreaza.

Tradução e adaptação de conteúdo originalmente publicado em: RT