Press "Enter" to skip to content

Rolls Royce demitirá 9.000 funcionários, quase um quinto de sua força de trabalho, devido a uma crise “sem precedentes” na aviação

De acordo com o fabricante britânico de motores aeroespaciais, o setor civil levará anos para se recuperar.

Imagem ilustrativaRegis Duvignau / Reuters
Imagem ilustrativa Regis Duvignau / Reuters

A empresa britânica Rolls Royce, que fabrica motores para a indústria aeroespacial, anunciou que demitiria pelo menos 9.000 funcionários diante da forte e duradoura contração esperada no setor de aviação devido à nova pandemia de coronavírus.

A empresa não especificou exatamente onde os cortes ocorrerão, mas estima-se que a maioria das demissões ocorrerá no Reino Unido.

A empresa, que tem 52 mil funcionários em diferentes partes do mundo, estima que a redução de quase um quinto de sua força de trabalho afetaria principalmente sua divisão aeroespacial civil.

Tradução e adaptação de conteúdo originalmente publicado em: RT