Press "Enter" to skip to content

OMS acredita que os EUA e o Brasil não levaram a sério os avisos sobre o surto de coronavírus desde o início

A nação norte-americana tem o maior número de casos de covid-19 no mundo, enquanto o Brasil é um dos países mais afetados pela pandemia na América Latina.

Denis Balibouse / Reuters

Questionada sobre os surtos do novo coronavírus nos Estados Unidos e no Brasil, uma porta-voz da Organização Mundial da Saúde (OMS) disse terça-feira que as advertências da agência desde o início da epidemia não foram levadas a sério pelos dois países.

Os Estados Unidos é a nação que mais casos de covid-19 registra em todo o mundo com mais de 1,3 milhões de infectados e mais de 80.000 mortes. Por sua vez, o Brasil é um dos países mais afetados pela pandemia na América Latina.

A porta-voz também assinalou durante uma sessão informativa virtual que os coronavírus são “vírus muito complicados” e é difícil produzir vacinas contra eles, embora existam tratamentos promissores. ” Temos alguns tratamentos que parecem estar em estudos muito precoces limitando a gravidade ou a duração da doença”, disse a funcionária, ressaltando que de momento não existe “nada que possa matar ou deter o vírus” por completo.

Fonte: RT